Os nervos cranianos são um conjunto de pares de nervos que se conectam ao encéfalo, sendo que a maioria está ligada ao tronco encefálico, com exceção apenas de dois, o olfatório (I par) e o óptico (II par), que se ligam ao telencéfalo e diencéfalo, respectivamente. No total, temos 12 pares, de tal forma que cada um será responsável por funções sensitivas e motoras do organismo humano, algumas delas até mesmo vitais.

Video-aula 1 resumo sobre a função dos n. cranianos


Vídeo aula 2 Estrutura e função dos n. Cranianos


Medula Espinhal

A medula espinhal, também chamada de medula espinal, é uma porção alongada do sistema nervoso central (SNC). Possui cerca de 45 cm de comprimento em homens e 42 cm em mulheres. Ela se encontra dentro da coluna vertebral, também conhecida como espinha dorsal, estendendo-se a partir do bulbo e ocupando o espaço que segue do forame magno até a junção entre a primeira e a segunda vértebra lombar. A partir desse ponto até as vértebras sacrais, encontram-se apenas raízes nervosas, que são feixes de fibras nervosas (prolongamentos de células nervosas) que se estendem a partir da medula.

A seguir uma vídeo aula muito legal, explicando as partes anatômicas e a função. Observe a parte do vídeo onde se fala do funículo Gracil e cuneiforme. Importante por conduzirem estímulos da periferia na direção dos centros superiores, relacionado a tato epicritico, esterognosia, sensibilidade vibratória e propriocepção.

Via para propriocepão consciente, tato epicrítico e vibração

As fibras dos neurônios dos gânglios da raiz dorsal penetram na medula pela raiz dorsal e ascendem pelos fascículos grácil (informações oriundas dos membros inferiores e parte inferior do tronco), situado medialmente, e cuneiforme (da parte superior do tronco e membros superiores), situado mais lateralmente. Esses fascículos terminam nos núcleos grácil (mediais) e cuneiforme (laterais) do bulbo, onde estão situados os segundo neurônios da seqüência. Axônios desses núcleos passam a fazer parte dos leminiscos mediais, que cruzam a linha média na decussação dos leminiscos, e terminam no núcleo ventro-póstero-lateral (VPL) do tálamo. Do tálamo, axônios do terceiros neurônios da via passam pela cápsula interna e terminam na área somestésica geral do córtex cerebral.

As fibras dos neurônios dos gânglios da raiz dorsal penetram na medula pela raiz dorsal e ascendem pelos fascículos grácil (informações oriundas dos membros inferiores e parte inferior do tronco), situado medialmente, e cuneiforme (da parte superior do tronco e membros superiores), situado mais lateralmente. Esses fascículos terminam nos núcleos grácil (mediais) e cuneiforme (laterais) do bulbo, onde estão situados os segundo neurônios da seqüência. Axônios desses núcleos passam a fazer parte dos leminiscos mediais, que cruzam a linha média na decussação dos leminiscos, e terminam no núcleo ventro-póstero-lateral (VPL) do tálamo. Do tálamo, axônios do terceiros neurônios da via passam pela cápsula interna e terminam na área somestésica geral do córtex cerebral.


Espero que aproveitem.


🎓Obrigado por me seguir. Estude em qualquer lugar, a qualquer momento, quantas vezes você quiser.👈