O sistema nervoso autônomo é a parte do sistema nervoso que alimenta os órgãos internos, incluindo os vasos sanguíneos, estômago, intestino, fígado, rins, bexiga, órgãos genitais, pulmões, pupilas, coração e as glândulas digestivas, salivares e sudoríparas.

O sistema nervoso autônomo é composto por dois sistemas:

Simpático
Parassimpático

Depois que o sistema nervoso autônomo recebe informações sobre o corpo e o ambiente externo, ele responde estimulando os processos corporais, geralmente pela divisão simpática, ou inibindo-os, pela divisão parassimpática.

O caminho de um nervo autônomo envolve duas células nervosas. Uma delas está localizada no tronco cerebral ou na medula espinhal. É conectada por fibras nervosas à outra célula, localizada em um grupo de células nervosas (chamada gânglios autônomos). As fibras nervosas desses gânglios se conectam com os órgãos internos. A maioria dos gânglios para a divisão simpática está localizada bem do lado de fora da medula espinhal, dos dois lados. Os gânglios para a divisão parassimpática estão localizados próximos ou nos órgãos a que estão conectados.


A seguir um podcast sobre este assunto


Para saber mais sobre este assunto recomendo o livro:

TREPEL, Martins. Neuroanatomia, estrutura e função. 2ª ed. Revinter. 2005